TRANSITO: Até 2020, um filho de cada família brasileira será enterrado, alerta Yared

Deputada paranaense pediu atenção das autoridades brasileiras não apenas para casos de febre amarela, mas também para os de imprudência no trânsito, que vitimam ainda mais cidadãos

A deputada federal Christiane Yared (PR-PR) exigiu das autoridades nesta terça-feira (11) mais atenção às políticas públicas para redução de acidentes no trânsito no Brasil. Em discurso no plenário da Câmara dos Deputados, a parlamentar reconheceu a necessidade de campanhas contra a febre amarela, mas lembrou que os acidentes no trânsito causam ainda mais vítimas no Brasil, que são geralmente esquecidas.

“Aqui nesta Casa, a grande maioria dos Parlamentares demonstra a sua preocupação com a questão da morte de pessoas com febre amarela. Nós perdemos ontem um brasileiro exatamente por causa da febre amarela, mas perdemos ontem quase duzentos brasileiros no trânsito, que não para de matar e de causar sequelas”, comparou.

Segundo a parlamentar paranaense, os dados sobre violência no trânsito são crescentes e preocupantes. “Não entendo como é que nós parlamentares ainda não acordamos para essa questão seríssima que ocorre no País, de falta de educação, de fiscalização e de punição. O que ocorre neste País é uma carnificina. Todos os dias centenas de pessoas perdem a vida no trânsito e há, ainda, um número elevadíssimo de sequelados”, afirmou. .

Para a deputada, os parlamentares precisam priorizar leis e proposições que punam exemplarmente os responsáveis por acidentes nas ruas. “Se não fizermos o que é necessário em relação ao trânsito no país, até 2020, um filho de cada família brasileira será enterrado. E nessa guerra não há vencedores”, afirmou.

Vítima do trânsito

Christiane Yared já fez parte dessa estatística de famílias que tiveram integrantes mortos ou vitimados por imprudência no volante. Ela é mãe de Gilmar Rafael Souza Yared, que morreu em maio de 2009 vítima de um acidente provocado pelo então deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) que dirigia em alta velocidade e com indícios de embriagues. Outro jovem, Carlos Murilo de Almeida, também morreu.


Voltar


Gráfica Editora e Jornal Via Mão - Redação: Rua Komiko Kakuta, 38 - São Judas Tadeu - Capão Bonito - SP
CNPJ: 05.771.658/0001-10 - Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, sob n.º 12 no Livro "B" Matriculado e Microfilmado sob n.o 1.256.
Email: redacao@jornalviamao.com.br - jornalviamao@jornalviamao.com.br