Incêndios na Amazônia vistos da Estação Espacial dia 24 de Agosto de 2019

À medida que as agências de assistência se voltam para dados de satélite para ajudar a avaliar a escala, os astronautas também estão ajudando a fornecer contexto a partir da Estação Espacial Internacional.

O astronauta da ESA Luca Parmitano tirou esta imagem, entre uma série, do seu ponto de vista 400 km acima da Terra em 24 de agosto de 2019. Ele twittou as imagens, legendando-as: “A fumaça, visível por milhares de quilômetros, de dezenas de incêndios causados ​​pelo homem na floresta amazônica ”.

A bacia amazônica é o lar de milhões de plantas e animais e muitos povos indígenas. Também produz cerca de 20% do oxigênio da Terra, e às vezes é chamado de “os pulmões do mundo”. A floresta amazônica abrange grandes partes do Brasil, bem como partes do Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina, todas afetadas.

Enquanto os incêndios atingem a floresta tropical, ventos fortes carregam plumas de fumaça por milhares de quilômetros através da terra e do mar, transformando o dia em noite em São Paulo, Brasil, a cerca de 2.500 km de distância. Dados do Copernicus Atmosphere Monitoring System (CAMS) mostram que a fumaça chegou até a costa do Atlântico.

Os incêndios são comuns durante a estação seca, que vai de julho a outubro. Mas este ano é diferente de qualquer outro.

Os dados do Copernicus Sentinel-3 ajudaram a detectar quase 4000 incêndios somente em agosto de 2019, em comparação com apenas 1110 incêndios no mesmo período do ano passado.

As chamas sem precedentes deste ano são quatro vezes o valor normal e são provavelmente devidas ao desmatamento legal e ilegal para fins agrícolas.

Acredita-se que o aumento das temperaturas globais também torne a região mais suscetível ao fogo.

 

Incêndios florestais no Brasil de Copernicus Sentinel-3 Uma quantidade sem precedentes de incêndios eclodiu na floresta amazônica do Brasil. Nesta imagem, capturada em 21 de agosto de 2019, os fogos e as nuvens de fumaça podem ser claramente vistos. Créditos: contém dados Copernicus Sentinel (2019), processados pela ESA, CC BY-SA 3.0 IGO

Os incêndios desencadearam uma crise internacional, com muitos lutando com o que uma Amazônia ardente significa para as populações locais de plantas, animais e indígenas, para não mencionar o futuro do nosso planeta. Como Luca twittou, não há Planeta B.

Créditos: ESA / NASA – L. Parmitano





Gráfica Editora e Jornal Via Mão - Redação: Rua Komiko Kakuta, 38 - São Judas Tadeu - Capão Bonito - SP
CNPJ: 05.771.658/0001-10 - Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, sob n.º 12 no Livro "B" Matriculado e Microfilmado sob n.o 1.256.
Email: redacao@jornalviamao.com.br - jornalviamao@jornalviamao.com.br