Secretaria da Habitação promove sorteio digital de 77 casas da CDHU em Itapetininga ao vivo pela internet

Para evitar aglomerações por causa da pandemia da Covid-19, candidatos a uma moradia serão escolhidos agora por meio de sorteios online transmitidos pelas redes sociais e acompanhados por uma auditoria externa

A Secretaria de Estado da Habitação vai substituir os antigos sorteios presenciais de moradias da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), que reuniam milhares de inscritos em estádios, ginásios de esportes ou praças de cidades do interior, pela versão digital, sem plateia e com transmissão ao vivo pela internet. Todo o processo terá acompanhamento de uma empresa de auditoria externa, garantindo a lisura e transparência do sorteio eletrônico. A transmissão do sorteio de 77 casas da CDHU em Itapetininga está marcada para esta quinta-feira, 25 de junho, às 13h30, na sede da Companhia.

O secretário estadual de Habitação, Flavio Amary, explica porque foi tomada essa decisão: “O mais importante nesse momento é garantir a saúde das pessoas e a continuidade da entrega de moradias para as pessoas que mais precisam”, afirmou.

As transmissões vão ocorrer diretamente de um estúdio montado no auditório da Companhia, no centro de São Paulo, duas vezes por semana. Os interessados e o público em geral poderão acompanhar ao vivo pelo Facebook e canal do You Tube da Secretaria da Habitação e da CDHU (ver os links abaixo).

Está programada a realização de 126 sorteios eletrônicos de 12.759 unidades habitacionais para 118 municípios para os próximos meses. A divisão dos sorteios por região fica assim: Araçatuba (10), Araraquara (13), Baixada Santista (3), Bauru (12), Campinas (7), Marília (13), Presidente Prudente (16), Ribeirão Preto (13), São José do Rio Preto (19), Sorocaba (17) e Taubaté (3).

No próximo dia 25, além de Itapetininga vão ocorrer também os sorteios para as cidades de Barra do Chapéu (48), Castilho (128), Pratânia (17) e Valparaíso (80). Todos os cinco empreendimentos são viabilizados pelo Programa Nossa Casa – CDHU.

Como funciona

Diferente do habitual, o sorteio será eletrônico é realizado em duas etapas. Na primeira será sorteada a sequência numérica que formará a “semente”, composta por 8 números sorteados através das duas urnas instaladas no auditório da CDHU, em São Paulo. Na segunda etapa, as moradias serão sorteadas pelo computador através de um programa especial, em código aberto, baseado em algoritmo matemático randômico, desenvolvido pelos técnicos da CDHU. Foi utilizada uma chave simétrica, capaz de garantir a segurança dos resultados dos sorteios. Além disso, todo o processo será auditado por uma empresa de auditoria externa.

Todas as informações sobre o sorteio serão registradas em ata e publicada no Diário Oficial do Estado, após validação da auditoria externa contratada. Esse sorteio será realizado sem plateia, seguindo as orientações do Centro de Contingência do Coronavírus do Governo de São Paulo, para evitar aglomerações.

Para concorrer aos imóveis em Itapetininga, os inscritos devem morar ou trabalhar no município há pelo menos cinco anos, ter renda familiar entre R 1.200,00 e R 5.817,75, não ser proprietário de imóvel, não possuir financiamento habitacional e não ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais. Para o sorteio de Itapetininga, foram inscritas 13.063 famílias. Do total de unidades sendo sorteadas, são 64 para a população em geral, seis para famílias com pessoas com deficiência, três para idosos e quatro para policiais e agentes penitenciários.

O empreendimento em Itapetininga será edificado na rua Jurandir Ramos Pinto, 600-544, com investimentos de R 7,7 milhões. As casas terão dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e lavanderia. As unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade pela Companhia, como pisos cerâmicos com rodapé e laje de concreto em todos os cômodos, azulejos nas paredes hidráulicas, estrutura metálica nos telhados, aquecedor solar para chuveiro e muro de divisa entre os lotes. O empreendimento conta com infraestrutura completa: redes públicas de água, elétrica, gás e esgoto; pavimentação das vias do entorno, drenagem, calçadas, paisagismo e iluminação pública.

A Secretaria de Habitação concederá subsídios de até R 40 mil, conforme a renda das famílias. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.





Gráfica Editora e Jornal Via Mão - Redação: Rua Komiko Kakuta, 38 - São Judas Tadeu - Capão Bonito - SP
CNPJ: 05.771.658/0001-10 - Registrado no Cartório de Registro Civil de Pessoas Jurídicas, sob n.º 12 no Livro "B" Matriculado e Microfilmado sob n.o 1.256.
Email: redacao@jornalviamao.com.br - jornalviamao@jornalviamao.com.br